Bem-estar

Como melhorar a autoestima? 5 dicas infalíveis

A autoestima diz respeito ao modo como você se sente sobre si mesmo ou a opinião que tem de si. Para melhorar a autoestima você deve:

  • ser gentil com seu corpo;
  • alimentar-se bem;
  • praticar atividade física por prazer;
  • ter momentos de lazer;
  • concentrar-se no que você consegue fazer.

Todos nós temos momentos em que nos sentimos deprimidos ou pouco confiantes. Isso é normal. Mas quando é uma situação frequente e de longo prazo, pode gerar problemas e, por isso, devemos começar a nos perguntar como melhorar a autoestima.

Como aumentar a autoestima?

A autoestima é afetada por muitas coisas. Uma delas é a pressão social que sofremos para atingir um determinado padrão de beleza.

Talvez por isso, quando pensamos em uma autoestima positiva, isso remete a como melhorar a autoimagem. Realmente, sentir-se bem com a própria imagem é importante e a relação que temos com a comida e com o nosso corpo desempenha um grande papel nisso.

De qualquer forma, é bom deixar claro que o modo como nos enxergamos vai muito além disso. Algo que é deixado de lado quando se trata da autoestima é a nossa saúde. Pare um pouco para pensar. Quando você se sente saudável, incluindo a saúde física e mental, em geral se sente bem consigo mesmo.

Por isso, se quer saber como melhorar a autoestima, sugiro que dê atenção à saúde em primeiro lugar.

Para ajudar nisso, aqui vou mostrar 5 dicas de como aumentar a sua autoestima. Vem comigo?

Como melhorar a autoestima?

1 – Seja gentil com o seu corpo

Vou começar por essa dica, pois como já disse, a imagem corporal não é o único fator, mas é importante quando pensamos em como melhorar a autoestima.

Quando não aceitamos o nosso corpo, geralmente ficamos sempre querendo modificar algo nele. Não há problema algum em querer mudar, mas quando a intenção de mudar é negativa, é comum levar a uma atitude de punição.

Ou seja,  nos cobramos  para ter um determinado corpo, muitas vezes irreal, e começamos a fazer dietas restritivas.

Como sabemos, esse comportamento não traz nenhum benefício para a nossa saúde, além de ser muito agressivo para o nosso organismo e cérebro, como mostro nesse vídeo:

Em vez disso, é importante ser gentil com o seu corpo. Isso é possível quando mudamos nossa relação com ele.

Lembre-se: existem corpos de todos os tipos, tamanhos e formas e todos eles podem ser belos e saudáveis. Celebre essa diversidade e alimente-se de forma mais saudável sem neuras, sem restrições e não porque odeia o seu corpo, mas sim por amar a si mesmo.

2 – Alimente-se bem

Comer bem é comer normal, inserindo alimentos de todos os grupos alimentares. Assim, podemos fornecer ao nosso corpo todos os nutrientes que ele necessita para desempenhar bem suas funções e atingir o seu peso saudável.

Comer bem também diz respeito a permitir-se comer de tudo, sem classificar os alimentos em bons ou ruins, permitidos ou proibidos. Hoje em dia é mais do que comum acreditarmos que doce não pode ou que a gordura é uma vilã.

Na verdade, todo alimento depende do contexto em que é consumido. Pense bem… levar uma marmita de salada para uma festa de aniversário não parece estar de acordo com o contexto. Mas comer uma fatia de torta parece totalmente adequado. Viu só? Nenhum deles é proibido.

Quando nos permitimos comer de tudo, fica mais fácil comer de acordo com o contexto e sem exageros.

3 – Pratique atividade física por prazer

Atividade física e saúde mental andam de mãos dadas. No entanto, com o intuito de atingir um determinado corpo, é muito comum as pessoas praticarem exercício físico de forma extenuante e apenas com foco na forma física.

Se você busca formas de como melhorar a autoestima, essa atitude pode não ser a mais adequada.

É importante movimentar-se. Mas o objetivo deve ser a saúde, a qualidade de vida e o bem-estar. Por isso, busque uma atividade física que proporcione prazer. Assim, será mais fácil ter assiduidade e realmente trará bons resultados.

Você pode fazer caminhada, corrida, dança, esportes, musculação, bicicleta. Enfim, as opções são inúmeras. Experimente!

4 – Tenha momentos de lazer

No mundo em que vivemos é muito comum dar uma atenção especial ao trabalho, deixando de lado momentos de lazer para se dedicar àquela tarefa inacabada.

Talvez isso não seja eficaz. Precisamos de pausas para recarregar as energias.

Assista um filme legal, vá ao teatro e esteja rodeado de pessoas que fazem você se sentir bem. Tenha esses momentos de lazer na sua rotina e aproveite-os!

5 – Concentre-se no que você pode fazer

É muito fácil ficar preso àquilo que está fora de seu controle, mas isso não vai ajudar a resolver nada.

Em vez disso, tente concentrar sua energia nas coisas sobre as quais você pode fazer algo a respeito.

Lembre-se, nem sempre dá para fazer tudo o que planejamos, não busque a perfeição e foque no que é possível e sustentável. Isso evita frustrações e diminui situações estressantes, além de ajudar a aumentar a autoestima.

Dica final sobre como melhorar a autoestima

Se você quer saber mais sobre como melhorar a autoestima, minha última dica é dar uma olhada no meu curso online Efeito Sophie!

Nele, eu não vou falar sobre as últimas dietas da moda, alimentos milagrosos e fórmulas mágicas de emagrecimento – até porque não acredito em nada disso.

Ao invés, eu vou te ajudar a identificar o seu comportamento e relacionamento diante da comida.

A minha missão é te ajudar a fazer as pazes com a comida e corpo, e você possa encarar a alimentação como algo prazeroso, sem estresses e muito menos culpa.

Com algumas dicas práticas, sempre focando na sua saúde e no seu bem-estar, você poderá alcançar o SEU peso saudável, de forma gradual e duradoura. O peso é consequência da sua saúde.

 → Se inscreva e comece hoje mesmo o curso online Efeito Sophie! ← 

 Vamos juntos nessa? 

Se ainda não for o melhor momento de fazer o curso, fica à vontade também para ler o livro O Peso das Dietas, assistir uma das minhas próximas palestras ou mesmo agendar uma consulta se precisa de um acompanhamento mais personalizado. 

Bon appétit!

Referência

ALVARENGA, Marle et al. Nutrição Comportamental. 2.ed. Barueri – SP: Manole, 2019.

Se gostou deste artigo sobre como melhorar a autoestima, provavelmente vai adorar ler estes posts que separei para você:

  1.  Qual a importância do autoconhecimento?
  2. Atitude dos pais previne transtornos alimentares em crianças
  3. Como ter um corpo perfeito?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Para você
Mentoria online para pais - Meu filho sem obesidade e sem T.A.

O melhor presente que você poder dar para seu filho e crescer em paz com a comida e o corpo!
Participe da mentoria.

Cursos e programas para você

Descubra uma nova abordagem da sua alimentação e mude sua vida com essa metodologia aplicada em 3 cursos especiais.

É colega de profissão?

Descubra uma nova abordagem da nutrição e mude seu atendimento a pacientes.

Artigos Relacionados

Menu