Possuir informação sobre alimentação e saúde não é suficiente para promover mudanças de comportamento em prol de um estilo de vida mais saudável. A mídia costuma atuar na contramão desses processos, impondo padrões irreais e inatingíveis e até distorcendo a imagem corporal. A tentativa de se encaixar nesses padrões interfere na escolha dos alimentos e na maneira de encarar o próprio corpo. Isso pode levar as pessoas a ter vergonha do corpo, nutrindo sentimentos e percepções negativos a respeito de si. Qual a importância do autoconhecimento neste processo?

Emagreça de forma sustentável. Conheça o programa que te ensina a fazer as pazes com a comida!

Quanto mais distante você está de si mesmo, menor a chance de perceber o que o seu corpo realmente precisa. Assim, uma possibilidade para a promoção de mudanças é uma das importâncias do autoconhecimento!

Descobrir a si mesmo pode ser como ir à feira pela primeira vez. Vale destacar alguns passos, como veremos adiante.

Pense nos seus sentimentos e atitudes em relação a si mesmo

Quando chegamos à feira, a diversidade chama atenção: são muitas cores, aromas, sabores e texturas com frescor que não encontramos em qualquer lugar.

Pare para pensar: o que você gosta? O que não gosta?

Portanto, o primeiro passo para entender a importância do autoconhecimento é estudar a si mesmo. Olhe para si e observe seus principais sentimentos e atitudes em relação ao comer. Pense em cada alimento e o que ele desperta em você.

Dentre o que você diz que não gosta, o que realmente já provou?

Provar novos sabores é mais um passo importante. Avalie cuidadosamente o que lhe agrada e desagrada e se permita experimentar. Assim como na feira que a cada barraca tem um pedaço de algo novo e suculento pronto para ser provado!

Mas saiba que o nosso paladar fica habituado com o que consumimos diariamente, podendo causar estranheza quando provamos algo pela primeira vez. De fato, mudar requer foco e disciplina, mas, sobretudo, para mudar é preciso respeitar a si mesmo, seus desejos, vontades e necessidades.

O segredo não é restrição/dieta, mas procurar comer melhor. Conheça o Efeito Sophie!

Você tem se privado do que gosta?

Não se prive e não deixe que o cotidiano faça com que você se esqueça do que gosta. Faça das refeições um período de conexão consigo, um momento de prazer e não de obrigação. Pode ser que você goste de mexerica, por exemplo, mas há tanto tempo que não come que até esqueceu o gostinho de infância que ela tem!

Permita-se também comer aquele apetitoso pastel da feira, se der vontade, e fique tranquilo em relação a essa decisão por mais que não pareça saudável. Lembre-se: saúde também é fazer aquilo que gostamos!

“Vale a pena pagar o preço pela cenoura dita perfeita?”

Não fique preso a padrões estéticos. A mesma cenoura longilínea e vistosa é tão apetitosa e nutritiva quanto àquela menor e mais arredondada. E o que vale para a cenoura, vale também para o nosso corpo.

Vale frisar: não existem receitas milagrosas. Você é único e, portanto, o seu caminho do autoconhecimento também! Sabendo disso, não se culpe ou se puna por não ser o que deseja hoje. Evite focar nas modificações que almeja, observe seu corpo como é e aproveite o melhor dele.

Leia também:

Pense nas suas atitudes em relação aos outros

Estar na feira pode parecer caótico. Muitas pessoas circulando e, quando menos espera, sente vontade de xingar o feirante que não cedeu a sua pechincha.

Faça um exercício, se coloque no lugar do outro. Que horas o feirante chegou para que tudo estivesse pronto e arrumado para atender os fregueses? Seja grato por ele estar ali e pela oportunidade de comprar seu produto fresco.

Caso o produto não esteja tão bom assim, para quê discutir? Agradeça e parta para a próxima barraca! Assim como na feira, em nossa vida é importante não impor nossas vontades ao outro e evitar conflitos desnecessários.

Também não cobice o último mamão que a Dona Maria pegou. Por mais que estivesse vistoso e maduro, você pode encontrar mamões ainda melhores na barraca ao lado. Entender a importância do autoconhecimento inclui refletir sobre a relação que você estabelece consigo e com o outro, na feira ou na vida.

Assumir o controle é uma das importâncias do autoconhecimento

Quando exercitamos o caminho do autoconhecimento fica mais fácil planejar e organizar a ida à feira. A partir daí, você pode definir a lista de compras, o cardápio da semana, o modo de preparo das refeições, a inclusão de novas receitas. E com a nossa vida não é diferente!

A expansão da consciência permite que sejamos a melhor versão de nós mesmos. Isso garante saúde, satisfação e bem-estar. O mais poderoso agente de transformação sem sombra de dúvidas é a atenção consciente e amorosa a nós mesmos, nossas ações e ao nosso redor.

Destacamos aqui alguns pontos sobre a importância do autoconhecimento em sua vida, como ele pode contribuir para você não se prender aos padrões externos e também como preservar seus gostos e desejos. Tudo isso contribui para uma relação mais feliz com a comida.

Quer saber mais sobre essa temática? Assista também ao vídeo que criei para o meu canal no Youtube com essa temática:

Que tal conhecer meu método Efeito Sophie, que ensina a transformar sua relação com a comida e a voltar a escutar os sinais do seu corpo? São seis semanas com vídeos e materiais que vão explicar sobre hábitos alimentares, e como recuperar o prazer de comer. Saiba mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *