Os distúrbios alimentares estão aumentando entre as crianças.

O surgimento dos transtornos alimentares está ligado à estrutura familiar: os pais servem de modelo para os filhos, por isso, devem ser os primeiros a dar o exemplo em casa, adotando uma alimentação saudável. O comportamento dos pais tem um papel muito importante na educação dos filhos além da palavra. É importante lembrar que a infância é o momento de formação da personalidade, quando a criança aprende a se comportar, a expressar seus sentimentos e pensamentos. Durante esse aprendizado, seu comportamento alimentar também é um meio para a expressão de sentimentos e experiências. Quando a alimentação não é vista pela criança de maneira positiva, aumentam os riscos de desenvolvimento de um transtorno alimentar. Além disso, evite comentários negativos sobre corpo ou peso e, no lugar disso, fale sobre saúde e sobre a importância de cuidar de um corpo saudável.


O que você diz (ou não diz) na frente de seus filhos é extremamente importante. Lembre-se, seus filhos ouvem tudo! A percepção que você tem sobre si mesma afeta seus filhos também. Se você diz que é “gorda” na frente de seu filho, você está enviando mensagens negativas sobre a autoimagem, está se colocando para baixo e pode influenciar a percepção corporal do seu filho. Privilegie os momentos de comer em família, em ambientes tranquilos e com atitudes alimentares e horários adequados.

Bon appétit!

Clique aqui para assistir a um vídeo em inglês no site da CBS sobre a preocupação de uma menina de 6 anos com sua imagem corporal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *