Reduzir o tamanho do estômago para vencer a obesidade é o sonho de muitas pessoas que sofrem com os quilos a mais. No entanto, muitos não sabem ao certo o que é cirurgia bariátrica e não têm ideia das mudanças que ela acarreta no estilo de vida.

A maioria das notícias que são veiculadas a respeito deste tema se volta para a expressiva perda de peso – quem nunca se impressionou vendo uma foto de “antes e depois”, não é mesmo? Mas é preciso tratar este assunto com seriedade, para ampliar a consciência sobre os riscos, as consequências e, sobretudo, sobre a real necessidade dessa cirurgia.

Para se ter noção da complexidade deste tipo de procedimento, basta olhar o time de profissionais que se envolve com o paciente antes, durante e depois da cirurgia –  cirurgiões, endocrinologista, nutricionista, psiquiatra ou psicólogo (de preferência, os dois).

Então, antes de mergulharmos na questão sobre o que é cirurgia bariátrica, vale lembrar que, segundo o Ministério da Saúde, este deve ser considerado o último recurso na luta contra o excesso de peso. Em outras palavras, existe uma série de fatores a serem avaliados antes da indicação para a redução do estômago.

O que é cirurgia bariátrica

Também chamada de “gastroplastia”, a cirurgia bariátrica pode ser dividida em três tipos.

  1. As cirurgias restritivas são as que diminuem o tamanho do estômago, ou seja, reduz consideravelmente seu espaço de armazenamento.
  2. As cirurgias disabsortivas reduzem a capacidade do intestino em absorver os nutrientes, a partir de um desvio deste órgão.
  3. Já as cirurgias mistas combinam os dois métodos: redução de estômago e desvio intestinal. O mais popular é o Bypass gástrico, que corresponde a 75% dos procedimentos deste tipo realizados no Brasil.

No Bypass, é feito tanto o grampeamento do estômago quanto o desvio intestinal. Sendo assim, sobra pouco espaço para a entrada do alimento no estômago e, o pouco que entra, leva um curto tempo para ser digerido no intestino, reduzindo assim a absorção dos nutrientes. Essa combinação leva o paciente a perder, em média, de 70% a 80% do excesso de peso inicial.

Quando cogitar a cirurgia?

Espero que essa visão geral sobre o que é cirurgia bariátrica tenha demonstrado a complexidade do assunto. Essa não é uma intervenção simples, e acarreta muitas mudanças metabólicas que precisam ser monitoradas para o resto da vida.

Então, antes de cogitar a cirurgia, é importante tentar regularizar seu peso primeiro pelas vias tradicionais: reeducação alimentar, atividade física, acompanhamento psicológico para mudança de hábitos, tratamento de possíveis transtornos alimentares e até uso de medicamentos sob prescrição em casos específicos – nunca, em hipótese alguma, por conta própria, e sim, por indicação de um endocrinologista.

A indicação para a cirurgia só será feita se a pessoa não responder a nenhum destes métodos. A partir de então, terá início uma profunda análise que envolve acompanhamento psicológico e nutricional, além de uma extensa bateria de exames para avaliação médica.

Cuidando da mente

Ainda não existe hoje um tratamento “de ouro” para a obesidade. Todos os tratamentos extremos, como dietas restritivas, cirurgias e remédios, por exemplo, são passíveis de falhas e efeitos secundários. E o que é cirurgia bariátrica, senão, uma medida invasiva, não é verdade?

Assim como 95% das pessoas que fazem dieta e perdem muito peso de forma drástica voltam a engordar, pacientes bariátricos que não mudam o comportamento diante da comida também podem ter reganho de peso. E isso não é tão incomum quanto se pensa.

Por isso, não concordo com a banalização deste procedimento, que mexe não só com a estrutura física do paciente, mas sobretudo com sua condição psicológica.

Sendo assim, te pergunto: como anda a sua relação com a comida e com seu corpo? Você já se questionou sobre isso? Deixo aqui duas dicas de artigos para quem está nessa busca. Um é sobre Mindful Eating e o outro sobre fome psicológica.

Além desses artigos, recomendo que você conheça o meu programa Efeito Sophie. São seis semanas de cursos online, atividades e exercícios divertidos que vão fazer você repensar a forma como está se relacionando com a comida. A peça chave para um emagrecimento duradouro e estável está em mudar a forma como você se relaciona com a comida. Conheça minha metodologia, eu posso te ajudar a voltar a ver a comida com prazer e sem culpa!

Lembre-se: para ter qualidade de vida e saúde, é preciso cuidar do corpo, mas também da mente!

Bon appétit!

Agora que você já sabe o que é a cirurgia bariátrica, separei esses três conteúdos que podem ser interessantes para você também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *