Projeto verão

Não engane seu cérebro

Muitas vezes escutamos dicas para enganar a fome ou diminuir a vontade de comer doce, que na verdade só contribuem para deixar o seu cérebro e o seu corpo confusos.

Não engane o seu cérebro!

Cuide dele, escute-o e confie nele para ter mais saúde e bem-estar.

Em vez de enganar o cérebro, respeite a sua fome

É possível encontrar por aí muitas dicas para enganar a sua fome, como beber água antes das refeições, o que, na verdade, só vai contribuir para que você chegue na próxima refeição faminto e acabe exagerando.

Na verdade, não há porque enganar a fome. Ela é uma sensação fisiológica que sentimos quando o cérebro precisa comunicar que o corpo está precisando de comida. Por isso, em vez de enganar o seu cérebro, você deve respeitar a fome para manter seu corpo nutrido e com saúde.

Também é importante ouvir as suas vontades. Em alguns momentos você pode desejar um brigadeiro, mas por achar que é um alimento proibido, trocá-lo por uma mistura de banana e cacau, que pode ser deliciosa e nutritiva, mas não é o que deseja naquele momento.

Ao tentar enganar sua vontade de comer brigadeiro, o mais provável é que continue pensando no brigadeiro e acabe buscando mais alimentos para sentir a satisfação que deseja. Ou seja, é provável que você exagere na comida, quando poderia simplesmente ter comido o brigadeiro logo de início. 

Porque enganar o seu cérebro com adoçantes, ou alimentos diet e light?

Também é comum tentar enganar o cérebro com adoçantes, alimentos diet e light.

No entanto, os adoçantes podem até ser sem calorias, mas não são sem efeitos na saúde. Existem estudos mostrando que seu consumo excessivo pode ter relação com o desenvolvimento de doenças crônicas. 

Além disso, não têm o mesmo sabor, nem proporcionam a mesma satisfação do açúcar. Assim, ao consumir adoçantes, produtos diet ou zero, o cérebro pode se sentir confuso e acabar buscando mais alimentos doces, levando ao exagero alimentar.

Do mesmo modo, os alimentos light não vão dar a você a mesma satisfação e a frustração pode levar você a comer mais, ou mesmo porque você acha que “pode”!

Além disso, a maioria dos produtos light contêm menos gordura e mais carboidratos do que os produtos tradicionais da mesma marca. Será que é uma troca legal? Não acho! 

Esses alimentos, geralmente, também passam por muitos processos na indústria e têm muitos aditivos alimentares, ou seja, são alimentos ultraprocessados. Como sabemos, os ultraprocessados não são proibidos, mas devem ser consumidos apenas ocasionalmente. 

Por isso, em vez de adoçantes e alimentos diet e light, busque comer mais comida fresca e caseira, com prazer e sem culpa!

Para saber mais, veja este meu vídeo sobre enganar seu cérebro:

[presto_player id=111376]

Bon appétit!

Sophie

Projeto Verão Sophie: 30 dicas para melhor aproveitar o verão. Clique aqui para saber mais e achar as outras dicas.

1 Comentário. Deixe novo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Para você
Dra Sophie Deram

Consultas, cursos, palestras … Conheça melhor a Dra Sophie e o que pode fazer para você.

Artigos Relacionados