Projeto verão

Fuja do terrorismo nutricional

Na sociedade em que vivemos há muito terrorismo nutricional, você provavelmente experimenta situações desse tipo e nem percebe. 

Mas, afinal, o que é terrorismo nutricional? 

É a demonização de alimentos apoiada em discursos supostamente científicos, mas que, muitas vezes, não passam de pseudociência e “nutricionismo” (termo inventado pelo cientista Gyorgy Scrinis, a partir da junção de “nutrição” e “cientifismo” – excesso de ciência).

Um bom exemplo de terrorismo nutricional aconteceu com o ovo. Inicialmente visto como inofensivo, passou a vilão com a descoberta do seu conteúdo de colesterol e deveria ser retirado da alimentação. Hoje, sabemos que o colesterol do ovo não tem grande contribuição na elevação dos níveis de colesterol no sangue e não precisa ser “cortado”. O mesmo aconteceu com o glúten, a lactose…

Pois é! Escutamos cada vez mais falar sobre novas regras alimentares, fórmulas e alimentos milagrosos, bem como da demonização de outros alimentos, o que chamamos de modismos. As revistas, as mídias e as redes sociais estão cheias de terrorismo nutricional e pseudociência.

Parece que alimentar-se virou perigoso!

Vamos voltar para o bom senso e se livrar desse terrorismo nutricional?

Comer é algo essencial, que precisamos fazer várias vezes ao dia, por isso é importante que seja feito com prazer e satisfazendo a fome, em vez de ser fonte de ansiedade, estresse e culpa. 

Denunciei isso em uma entrevista muito bem escrita pela Renata Lacerda de Vitória-ES, em maio de 2014 e o artigo viralizou na internet! Vivemos hoje um terrorismo nutricional. As pessoas não sabem mais o que comer. Foi a minha primeira grande entrevista e deu início a minha cruzada para espalhar pelas mídias sociais e a internet a mensagem de “comer melhor e não menos”, de fugir das dietas restritivas e do terrorismo nutricional.

Depois desse artigo, comecei a receber muitos depoimentos de pessoas do Brasil inteiro contando o quanto esse terrorismo nutricional é negativo para o bem-estar e a saúde delas.

Vamos procurar o bom senso e lembrar que não têm alimentos bons e alimentos ruins, não têm alimentos que emagrecem de vez ou engordam sozinhos, não existem alimentos que curam o câncer ou causam ele, e não deveríamos demonizar alimentos mas sim fazer as pazes com eles. Existem alimentos. Podemos comer de tudo, mas não tudo!

Além disso, informe-se por meio de fontes seguras e não acredite em tudo o que lê sobre alimentação, como mostro no vídeo abaixo:

Veja este outro vídeo para rir e não chorar!

Nutricionista – Porta dos fundos

Bon appétit!

Projeto Verão Sophie: 30 dicas para melhor aproveitar o verão. Clique aqui para saber mais e achar as outras dicas.

1 Comentário. Deixe novo

  • Ótima matéria tudo, bem que devemos comer com moderação, más esse terrorismo nutricional já passou dos limites faz tempo eu não ficaria surpreso se uma dessas aves agourentas de plantão saísse gritando por ai que beber água provoca diabetes ou que comer carne seca em noite de lua cheia provoca dor de barriga.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Para você
Dra Sophie Deram

Consultas, cursos, palestras … Conheça melhor a Dra Sophie e o que pode fazer para você.

Artigos Relacionados