Projeto verão

Coma sem culpa

Sabe aquela sensação de arrependimento e peso na consciência após comer um alimento que você acha que não deveria ter comido? 

Estou falando da sensação de culpa, que não ajuda em nada à nossa saúde, por isso que o melhor é tirar esse sentimento do cardápio.

Vem comigo entender melhor!

Comer com culpa faz com que você acabe comendo mais!

A sensação de culpa ao comer pode surgir porque hoje temos um excesso de informações e muito sensacionalismo envolvendo a comida. É o que chamo de terrorismo nutricional. 

Ficamos confusos diante de tantas notícias e gastamos muito tempo e energia pensando no que devemos e no que não devemos comer. 

Além disso, geralmente as informações reduzem os alimentos a um pacote de nutrientes, quando na verdade comer envolve muitas coisas, como o social e as nossas emoções. 

É o que sociólogos têm mostrado. Há alguns anos foi feito um estudo interessante. Foi perguntado a mulheres francesas e americanas o que vinha na cabeça delas quando pensavam em um determinado alimento, sendo um deles o bolo de chocolate. 

Enquanto a maioria das americanas responderam que o bolo de chocolate lembrava gordura, engordar e culpa, a maior parte das francesas responderam que remetia a festa, aniversário e prazer.

Veja, estamos falando do mesmo bolo, mas de emoções diferentes!

Quem come com culpa pode acabar comendo mais rápido, sem sentir o sabor do alimento e depois termina com aquela sensação ruim de peso na consciência, o que pode levar ao exagero, pois a pessoa não se sente satisfeita e acaba buscando mais comida para se satisfazer.

Ou seja, comer com culpa faz você comer mais.

Por outro lado, quando deixamos a culpa de lado e nos autorizamos a comer de tudo, geralmente não são necessárias grande quantidade do alimento, porque ao saborear o alimento com prazer, logo vem a sensação de satisfação.

Mas como comer sem culpa?

Para comer sem culpa é importante entender que você pode comer de tudo. Isso mesmo. 

Vamos pensar em um exemplo. Muita gente vê o brigadeiro como um alimento “proibido” de modo que o associam à culpa. Mas será que o brigadeiro é realmente um vilão que não pode fazer parte de uma alimentação saudável? 

Pense comigo, o que você considera mais saudável: uma salada ou um brigadeiro?

Você pode ter respondido que a salada é mais saudável, mas na verdade, depende da situação.

Comer brigadeiro em uma festa de aniversário e com moderação é totalmente normal. No entanto, se você tem exagerado no brigadeiro e descontado suas emoções nele com frequência, podemos dizer que sua relação com a comida não anda tão saudável.

Por outro lado, a salada pode ser um alimento saudável para consumir como parte de uma refeição. Mas se em uma festa de aniversário, para não comer brigadeiro, você tira sua marmita com salada da bolsa, essa atitude pode não ser saudável. 

Viu só? Não existem alimentos proibidos e permitidos, saudáveis e não saudáveis, todos os alimentos podem fazer parte de uma alimentação saudável, dependendo da situação. 

Coma sem culpa e saboreie a comida. Lembre que você não deve se sentir culpado(a) por comer alguma coisa, mesmo se for brigadeiro ou bolo de chocolate. Não esqueça que comer também é celebrar e que exagerar de vez em quando é normal. Não somos máquinas! Todos nós temos direito a comer com prazer e sem culpa, isso é chamado de saúde e bem-estar!

Falo mais sobre culpa ao comer no vídeo abaixo:

Também vale a pena assistir este vídeo de uma entrevista sobre a culpa que dei na TV Cultura:

Bon appétit!

Sophie

Projeto Verão Sophie: 30 dicas para melhor aproveitar o verão. Clique aqui para saber mais e achar as outras dicas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Para você
Dra Sophie Deram

Consultas, cursos, palestras … Conheça melhor a Dra Sophie e o que pode fazer para você.

Artigos Relacionados