Existem algumas perguntas que simplesmente parecem mais frequentes nos dias atuais, um reflexo de que os nossos hábitos alimentares vêm mudando ao longo do tempo – e não necessariamente para melhor. “Como eliminar a gordura do fígado?”- você já deve ter ouvido essa frase por aí, ou pode ser que tenha procurado esse artigo pois está enfrentando este tipo de problema.

Na verdade, esse é o nome popular para a esteatose hepática, um problema que pode atingir todas as faixas etárias, até mesmo crianças e que pode estar diretamente ligado à qualidade alimentar do paciente.

Se você chegou até aqui interessado em saber como eliminar a gordura do fígado, seria interessante entender um pouquinho como esse órgão funciona. Saiba que ele é uma das “estrelas principais” no processo de metabolização da gordura do nosso corpo.

Por isso, é possível que um pouco de gordura pode se concentrar por ali. Porém, isso não é boa notícia e quando esse acúmulo ultrapassa os 5%, já pode ser classificado como quadro de esteatose. Ou seja, esse é um sinal de alerta de saúde que pede por mudanças no estilo de vida!

Um grande obstáculo, no entanto, para quem busca saber como eliminar a gordura do fígado é a ausência de sintomas. Vou explicar mais sobre isso e te ajudar a manter a saúde em dia, para que este quadro não evolua para problemas maiores. Acredite: adaptações simples no seu dia-a-dia podem ser de grande utilidade!

Como eliminar a gordura no fígado? Entenda os tipos de esteatose hepática

Se você quer entender melhor como eliminar a gordura do fígado, recomendo que comece lendo esse artigo sobre o que é a esteatose hepática, para compreender mais detalhadamente as características deste quadro. Mas é importante saber, desde já, que existem dois tipos principais dessa doença: a alcóolica e a não alcoólica.

O primeiro caso, como o próprio nome sugere, é causado pelo consumo exagerado de bebidas alcoólicas. Lembrando que é o fígado que metaboliza o álcool, então, quando o consumo é muito alto, o órgão fica sobrecarregado e pode acabar acumulando gordura.

O segundo tipo mais comum é a esteatose não-alcoólica, que é multifatorial mas frequentemente está ligada a condições como sobrepeso, sedentarismo, síndrome metabólica (pressão alta, resistência à insulina, níveis elevados de colesterol e triglicérides), diabetes do tipo 2, e até à perda brusca de peso – resultado das dietas restritivas, que explicarei no próximo tópico.

Nesse artigo, vou focar mais no fator alimentação, uma vez que uma das causas da gordura no fígado é justamente uma alimentação desequilibrada.

Tenho gordura no fígado. Preciso de dieta restritiva?

Fazer dieta restritiva! Eliminar toda a gordura da alimentação! Estes são os primeiros pensamentos das pessoas que buscam saber como eliminar a gordura do fígado. Eu entendo essa linha de raciocínio – se o problema é gordura, o negócio é passar longe dela, certo?

Errado!

Na verdade, não deveríamos encarar nossa saúde de maneira tão simplificada, porque isso acaba fazendo milhares de pessoas acreditarem em promessas milagrosas e em dietas restritivas que podem até mesmo piorar este quadro. E você vai entender o por quê.

Quando você diminui drasticamente o consumo calórico diário, faz jejuns muito prolongados, corta grupos alimentares inteiros (como o carboidrato ou a gordura, por exemplo), ou adota qualquer outro método muito restritivo, você assusta o seu corpo.

Ele imediatamente entende que está em perigo e, para se defender, aumenta sua fome e diminui o seu metabolismo – ou seja, passa a trabalhar gastando menos energia, porque está tentando, na verdade, salvar um pouco de gordura para sobreviver.

E aí, se você está querendo descobrir como eliminar a gordura do fígado, vai provar justamente o efeito contrário. Então, esqueça as dietas restritivas, combinado?

Como eliminar a gordura do fígado: a solução pode estar na cozinha

Bom, se não é fazendo dieta restritiva, como eliminar a gordura no fígado? É isso que você deve estar se perguntando à essa altura, certo?

Sou defensora do discurso da moderação, logo, acredito que todas as pessoas têm o direito de comer de tudo, mas não tudo! Inclusive gordura, que tem várias funções importantes no nosso organismo.

O que eu recomendo para você, que quer saber como eliminar a gordura do fígado, é preocupar-se mais com a qualidade da sua alimentação.

Alimentos ultraprocessados como refrigerantes, sucos de caixinha, bolachas recheadas, iogurtes aromatizados, nuggets, caldos industrializados, sopas e outras refeições prontas e coisas do tipo são ricos em gordura e açúcar. E consumi-los em excesso pode aumentar o risco de entrar para o quadro de sobrepeso, obesidade e desenvolver a esteatose hepática.

Saiba o que são alimentos processados e ultraprocessados nesse artigo.

A solução para um estilo de vida mais saudável pode estar na cozinha da sua casa.

Então, ao invés de lotar a geladeira e o armário com pacotes de coisas ultraprocessadas, tenha mais disponível alimentos frescos,  in natura ou minimamente processados, como arroz, feijão e grãos em geral, carnes, ovos, leite e derivados, frutas, legumes, verduras, castanhas, etc. E cozinhe!

Sempre que possível, coma comida fresca e caseira, e se hidrate preferencialmente com água, e não com bebidas doces. Acostume seu paladar com os sabores mais naturais e, como consequência, terá mais chances de manter um peso saudável sem sofrer e sem colocar sua saúde (e seu fígado!) em risco.

Outras dicas para prevenir ou eliminar a gordura do fígado

→ Mantenha os exames em dia: como o problema pode ser assintomático, é bom fazer exames de sangue e ultrassonografia com regularidade. Assim, você pode identificar o problema no começo e fica mais fácil solucionar.

→ Beba com moderação: não adianta cuidar da alimentação e exagerar no álcool. Cuide da saúde do seu fígado sabendo beber de forma equilibrada!

→ Movimente-se! O sedentarismo gera muitos problemas de saúde, e a gordura no fígado é só um deles. Então, encontre uma atividade que te traga prazer e mexa-se.

Quer saber mais sobre o assunto? Então dá o play nesse vídeo do meu canal do Youtube:

Por fim, lembre-se que, na maior parte dos casos, o tratamento para a esteatose hepática não exige medicação. Isso significa que as mudanças no estilo de vida são o principal meio de manter o bom funcionamento do seu fígado, este órgão tão importante para a manutenção da nossa saúde.

Então, não espere para mudar de vida quando o problema piorar. Comece hoje! Nunca é tarde para passar a cuidar melhor do seu corpo.

Bon appétit!

Agora que você já viu dicas sobre como eliminar gordura no fígado, veja esses outros artigos que separei para você:

E você, o que tem feito para manter sua saúde em dia? Conte aqui pra mim nos comentários abaixo.

Um convite para você

Você já conhece o programa online Efeito Sophie? É um programa para fazer as pazes com a comida e o corpo com vídeo aulas, materiais e atividades para você colocar em prática no dia a dia.

Eu não falo sobre nenhum tipo de dieta ou restrição “milagrosa” nesse programa, minha missão é você voltar a ter equilíbrio na sua alimentação sem estresses e culpa. Comer deve ser um ato de prazer!

Saia do efeito sanfona e entre no Efeito Sophie!
É possível conseguir um peso saudável e estável comendo de tudo (mas não tudo)! Seguindo as dicas, você irá encontrar um caminho mais leve e que gradualmente (no seu tempo), te ajudará a chegar no seu peso saudável.

Vamos juntos nessa? Se inscreva no programa online Efeito Sophie!

E lembre-se, o programa não substitui um tratamento médico. Se você suspeita estar com algum problema de saúde, aconselho que procure um médico para um diagnóstico preciso, combinado?

4 thoughts on “Como eliminar a gordura do fígado? Com qualidade no prato e na vida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *