O mundo está engordando e muitos se perguntam o que causa a obesidade. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), obesidade é explicada como o excesso de gordura corporal acumulada no tecido adiposo, com implicações para a saúde.

O excesso de peso é um sério problema de saúde pública afetando todo o planeta! As pesquisas mostram que, desde 1980, a obesidade mais que duplicou no mundo!

Quais as consequências da obesidade?

Realmente a população mundial está engordando e a maior preocupação são as consequências para a saúde que a obesidade e o excesso de peso podem acarretar, como diabetes, hipertensão, doenças cardíacas e câncer.

É até engraçado pensar (se não fosse trágico!) no paradoxo que vivemos hoje: por um lado, nunca se falou tanto em nutrição e dietas e nunca tivemos tantos problemas com peso e tanto mal-estar com a comida!

Mas, o que causa a obesidade?

Quando nos perguntamos sobre o que causa a obesidade, precisamos entender que seu surgimento está relacionado a diversos aspectos. Muito se fala do fator genético, mas eu te garanto que mesmo que seus pais sejam gordinhos, isso não é o fator que garantirá que você também seja gordinho! São os fatores ambientais, o seu estilo de vida, como você cuida do seu corpo, a sua relação com a comida e a quantidade de dietas que você já fez, por exemplo, e que mais determinarão se terá sobrepeso, obesidade ou não!

Quando eu digo que a culpa é do ambiente, eu me refiro às mudanças drásticas em nossa alimentação e no estilo de vida que sofremos nas últimas décadas! Estamos mais sedentários, mais inseguros por medo da violência (isto nos inibe de sair na rua e nos mantém mais presos em casa), também estamos comendo mais (porções maiores) e consumindo muito mais alimentos prontos e ultraprocessados.

Abandonamos o hábito de cozinhar, de comer em família e de consumir o nosso bom e velho arroz com feijão! Estamos menos preocupados em ouvir nosso corpo e nossas reais necessidades, esquecendo de respeitar nossa fome, saciedade e vontade. Ficamos mais preocupados em seguir dietas e regras alimentares como comer de 3 em 3 horas, julgando os alimentos em permitidos e proibidos, acreditando em alimentos mágicos e produtos milagrosos que nos farão lindos e esbeltos como em um passe de mágica!

Então, o que causa a obesidade é a preguiça?

“Mas como assim, Dra. Sophie? Eu sou gordinho porque não tenho foco, sou preguiçoso e guloso. Eu não tenho disciplina porque não consigo fechar a boca e malhar!” É isso que você está pensando, não é?!

Eu posso te garantir que isso não faz sentido! Se fosse assim, então metade da população mundial adulta teria um sério problema de falta de disciplina para resistir aos alimentos e para malhar! Emagrecer não é uma questão de força de vontade mas sim de auto cuidado e respeito do corpo e da saúde. Acredito que estamos lidando com um problema muito maior…

Outros estudiosos também já se fizeram a mesma pergunta: “o que causa a obesidade e como ela se desenvolve?” e um pesquisador chamado Chaput, em 2012, escreveu um artigo (“Obesidade: doença ou adaptação biológica?”) em que ele diz que talvez a obesidade não seja de fato uma doença ou mera falta de determinação de toda uma parcela da população mundial. Ele afirma que talvez o ganho de peso seja apenas uma adaptação de proteção do nosso corpo a um ambiente hostil que é o nosso estilo de vida atual, com excesso de tecnologia, privação de sono, abundância de comida e inúmeros fatores estressantes presentes no nosso dia a dia.

Como estudiosa do comportamento alimentar e da neurociência, concordo plenamente com esse pesquisador pois eu vejo que o ganho de peso, muitas vezes, é a forma com que o nosso corpo lida com fatores estressantes para se proteger! O peso é consequência da sua saúde e não a causa. Eu ainda acrescentaria o fato que “fazer dietas” seria outro fator ambiental capaz de estressar nosso organismo, podendo aumentar o risco de ganhar mais peso, desenvolver obesidade e também por aumentar a preocupação com a comida, o risco de surgimento de transtornos alimentares e as chances de comer sem fome, perdendo o controle.

Como você pôde ver, o que causa a obesidade é realmente um desafio para a nossa e para as futuras gerações. Podemos tentar reverter esse quadro quando começarmos a olhar de forma mais ampliada para as nossas questões com a alimentação, não nos limitando apenas a “o que comemos”, mas também procurando entender o “porquê comemos”. Observar o “como comemos” e entender os significados da nossa alimentação e os reais motivos que nos levam a comer!

Bon apettit!

Agora que já falamos sobre o que causa a obesidade, vamos aprofundar os conhecimentos em:

Que tal conhecer meu método Efeito Sophie, que ensina a transformar sua relação com a comida e a voltar a escutar os sinais do seu corpo? São seis semanas com vídeos e materiais que vão explicar sobre hábitos alimentares, e como recuperar o prazer de comer. Saiba mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *