Ter compulsões não é um sinal de fraqueza ou de falta de força de vontade. Existem técnicas para trabalhar e se livrar desse círculo vicioso. A primeira delas é, surpreendentemente, parar de fazer dieta restritiva!


Hoje estou emocionada com um texto que uma paciente me mandou e, com autorização dela, eu o divido com vocês.

Talvez você também esteja nessa situação após ter feito milhares de dietas e não ter conseguido manter seu peso perdido, com compulsões que te deixam triste e com a autoestima baixa. Vamos ao testemunho:

“Muito obrigada por tudo Dra. Sophie! Estou de fato me sentindo muito melhor após nossas conversas. Como já lhe disse, você foi um anjo que Deus colocou no meu caminho em um momento muito especial, quando eu me sentia triste, fracassada, culpada, feia e sem forças para lutar contra as minhas compulsões. Em poucas e simples palavras, você me compreendeu sem me exigir nada. Uma das frases que mais me marcou nas nossas conversas foi: ‘Até que você aguentou demais, você é forte e nem sabe disso’. Ter escutado isso renovou meus ânimos para enfrentar a ‘névoa negra’ da compulsão. Hoje, após te encontrar, deixei de me preocupar com meu peso, e comecei a apreciar o que como sem me exigir nada, e apenas anotar e apreciar. Essa mudança sutil acabou mudando tudo, e foi tão incrível que não sei nem mesmo explicar como aconteceu… só sei sentir. Em nosso último encontro, você falou em celebração e estou fazendo isso em cada refeição que faço. Celebrando o alimento e agradecendo pelo dom da vida. Uma profunda mudança de paradigma. Obrigada por tudo, de coração!”

Esta paciente está perdendo peso sem se preocupar demais com o que está comendo, mas sentindo sua fome e saciedade!

Parabéns! Isso fez meu dia e me deu mais certeza de que estou no caminho certo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *