Basta uma busca rápida no Google para encontrar inúmeros benefícios da água com limão em jejum. As promessas são inúmeras e vão desde emagrecimento, detoxificação do fígado, adequação do pH sanguíneo e intestinal, melhoras na digestão, aumento da imunidade…a lista é infinita!

Mas….

Será que a água com limão em jejum é assim tão mágica?

É aí que mora o perigo!

Eu já disse aqui e repito que nenhum alimento, por si só, é capaz de engordar, emagrecer ou provocar curas milagrosas!

Informações como essas servem apenas para confundir as pessoas, atrair “likes” ou como marketing de alguma empresa que tenta “faturar” em cima dessa “modinha”; e me deixa muito entristecida saber que até “profissionais” da saúde acabam por divulgar esse tipo de informação sem fundamento. Do ponto de vista científico, não existe nada que justifique o consumo de água com limão em jejum.

Mas e as alegações de benefício que tanto divulgam por aí?

Para esclarecer, de uma vez por todas, essa questão, vamos desmistificar um a um os tais “benefícios” promovidos pelo uso dessa mistura mágica (só que não):

Vamos lá?!

1) Água com limão em jejum emagrece?

MITO! Não emagrece e nem engorda.

A alegação que usam ao promover essa informação seria de que a pectina (um tipo de fibra) existente no limão que poderia aumentar a saciedade e assim fazer com que você coma menos, induzindo assim ao emagrecimento. Acontece que a pectina do limão concentra-se principalmente na casca, e portanto, a ínfima quantidade de pectina no sumo do limão não seria suficiente para promover tal benefício.

Quer aumentar fibras? Sugiro optar por frutas como maçã com casca, chupar um cacho de uva ou ainda uma laranja com bagaço. Estas sim vão te proporcionar um consumo razoável de fibras.

Veja também: Jejum intermitente – prós e contras da dieta do momento

2) Promove detox sanguíneo

MITO! Repita comigo: Não existe alimento detox! É o seu fígado que faz esse trabalho naturalmente.

E não adianta mandar ver aquele copo de água com limão em jejum depois de um final de semana de exageros alimentares, porque não é isso que vai te destoxificar. A melhor coisa a se fazer é esquecer o que passou e tocar a vida adiante, comendo normalmente e respeitando sua fome e saciedade.

Falando em jejum, outro tema que causa muita confusão. Vamos entender melhor sobre essa prática? Dá o play no vídeo que fiz para explicar esse assunto:

3) Equilibra o pH do sangue

MITO! Mais uma vez um mito com letras garrafais!!

O sangue humano é uma solução-tampão, ou seja, possui mecanismos naturais que garantem que seu pH seja estável, caso contrário, os processos bioquímicos e fisiológicos do nosso corpo ficariam comprometidos, podendo nos levar à morte. Que inteligente é a nossa natureza, não!?

4) Aumenta a imunidade

Verdade. O limão é rico em vitamina C, que é uma vitamina associada ao aumento da imunidade.

Mas você também pode conseguir essa vitamina facilmente através do consumo variado de alimentos in natura, como laranja, acerola, pimentão, mamão, morango, kiwi, goiaba, caju, brócolis, etc., que também são ricos em vitamina C.

5) Melhora a digestão

Verdade. O ácido cítrico presente no limão se consumido em jejum poderia aumentar a secreção dos ácidos gástricos, auxiliando no processo digestivo.

Esses são apenas alguns dos mitos e informações associadas aos benefícios do consumo de água com limão em jejum

Como nutricionista, o que eu posso garantir, é que uma alimentação rica em alimentos in natura (incluindo o limão!), com baixo consumo de alimentos ultraprocessados, adequado consumo de água e respeito aos seus sinais de fome e de saciedade podem melhorar a sua saúde e consequentemente sua qualidade de vida.

Eu sou contra qualquer dieta restritiva que não possua um motivo de intolerância diagnosticada relacionada a um alimento. Por isso, não acredito que um alimento por si só faz emagrecer ou engordar, como disse anteriormente.

A chave para alcançar o seu peso saudável é rever sua relação com a comida (e não se submeter à estratégias milagrosas como essa da água com limão em jejum). Mas fique tranquilo, não é só você que está nessa busca… são milhares e milhares de pessoas que travam uma batalha diária com a balança.

Sou nutricionista, doutora pela USP e ao longo dos meus mais de 20 anos como estudiosa da nutrição e da neurociência do comportamento alimentar, reuni ensinamentos valiosos para quem deseja voltar a ver a alimentação como algo prazeroso, e não estressante e que só gera culpa.

São dicas práticas como algumas das que dei nesse conteúdo e muitas outras reunidas em seis semanas de vídeo aulas, materiais e atividades online. Todos esses ensinamentos reuni em meu programa online Efeito Sophie.

A minha missão é que você volte a escutar os sinais do corpo, como fome e saciedade. Além de ver que ter uma alimentação saudável é mais simples do que parece. Se você

  • Está cansado de fazer dietas restritivas;
  • Está batalhando com a aparência do corpo;
  • Está tentando emagrecer;
  • Sofre com o efeito sanfona;
  • Tem uma relação difícil com a comida (por exemplo, o “comer emocional”);
  • Ou que simplesmente quer aprender a se alimentar melhor!

O programa é feito para você! Se inscreva agora mesmo e vamos juntos mudar essa situação? Comece agora mesmo o programa online Efeito Sophie!

Resumindo: fuja das dietas milagrosas

Não acredite em receitas e alimentos milagrosos! Normalmente eles não cumprem o papel prometido e servem apenas para te deixar mais desconectado com a sua sabedoria alimentar interna.

A água e o limão podem e devem fazer parte de um contexto alimentar saudável, mas nunca espere resultados milagrosos desta combinação!

Bon appétit!

Agora que você já sabe tudo sobre água com limão em jejum, veja também esses outros artigos que separei:

E você, conte para mim nos comentários abaixo suas experiências para alcançar o seu peso saudável:

37 thoughts on “Água com limão em jejum: 3 mitos e 2 verdades

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *