Nutricoaching

O que é atendimento nutricional em grupo? Como fazer?

O atendimento nutricional em grupo permite a troca de experiências entre pacientes com motivações semelhantes, o que os encoraja a atingirem seus objetivos comuns. Geralmente, as reuniões decorrem em 4 etapas:

  • acolhimento;
  • discussão sobre um tema ou problema;
  • compartilhamento de experiências
  • e encerramento.

Em geral, os nutricionistas atuam em seus consultórios realizando atendimentos individuais para ajudar as pessoas a terem melhores hábitos de vida e comportamentos alimentares considerados adequados.

Já o atendimento nutricional em grupo parece ser uma estratégia menos utilizada entre os profissionais, mas que traz muitas vantagens e excelentes resultados.

Esse tipo de atendimento acontece quando o nutricionista reúne pessoas que estão mobilizadas por objetivos semelhantes. Se os participantes estão ali sem um propósito, apenas porque foram recomendados a fazerem parte do grupo ou simplesmente para ouvir o que o nutricionista tem a dizer, não temos um grupo, mas sim um agrupamento.

É preciso que existam relações, vínculos entre os participantes e propósitos comuns. Só assim, é possível um trabalho realmente coletivo e efetivo na busca de hábitos de vida mais saudáveis.

Mas por que realizar atendimento nutricional em grupo? Vem comigo que vou apresentar para você as vantagens.

Quais as vantagens do atendimento nutricional em grupo?

Em um mundo tão individualista, um atendimento nutricional em grupo pode ser uma forma muito interessante de enfrentar as dificuldades relacionadas à alimentação, encontrando soluções para uma vida mais saudável em conjunto.

Algumas das vantagens desse tipo de tratamento são:

  1. Troca de experiências. Com a experiência de outros pacientes que apresentam problemas semelhantes é possível aprender mais com os outros, ter e oferecer apoio, trocar experiências e perceber que não estamos sozinhos.
  2. Socialização. Provavelmente, o grupo não será apenas um espaço para aprender mais sobre Nutrição e tratar problemas nutricionais, mas gera vínculos entre os participantes, tornando-se também um espaço para se relacionar com outras pessoas.
  3. Encorajamento dos pacientes. Os grupos também podem ajudar a impulsionar os pacientes no tratamento, pois ouvir como as pessoas superaram determinadas dificuldades pode encorajar e motivar os outros.

No entanto, algumas pessoas podem não se sentir prontas nem à vontade para partilharem aspectos da sua vida, da sua alimentação e da sua relação com o corpo. É importante respeitá-las e deixá-las bem à vontade para tomarem a decisão de participar de um atendimento nutricional em grupo.

Como funciona o atendimento nutricional em grupo?

O atendimento nutricional em grupo pode acontecer de diversas formas, de acordo com a dinâmica do grupo, objetivos e necessidades dos participantes.

No entanto, é importante que esse atendimento tenha como foco o aconselhamento nutricional, ou seja, não deve visar a perda de peso,  muito menos a adesão a dietas restritivas, mas sim a mudança de comportamento.

Falo um pouco mais sobre isso neste vídeo do meu canal:

O atendimento pode acontecer em etapas, que podem ser definidas de acordo com o modo de trabalhar do nutricionista e até em conjunto com os participantes.

Alguns exemplos de etapas são os seguintes:

  1. acolhimento, para que as pessoas se sintam à vontade e parte do grupo;
  2. exploração de um tema ou problema, em que podem ser discutidas questões trazidas pelos próprios participantes e não impostas pelo nutricionista;
  3. compartilhamento de experiências envolvendo o tema ou problemas em questão
  4. e um encerramento, com a leitura de uma mensagem final, informes e degustação de um lanche.

5 dicas para fazer o seu atendimento nutricional em grupo

1 – Seja um facilitador

O atendimento nutricional em grupo não deve ter o profissional nutricionista como alguém que determina tudo o que acontece no grupo, mas sim como um facilitador ou mediador. Ou seja, todos os participantes também devem participar da proposição de temas e tarefas a serem trabalhados, como também da avaliação.

2 – Avalie em conjunto

Por falar em avaliação, ela não deve ser feita com base na perda de peso, nem de modo que gere um clima de competição. Avaliar diz respeito a entender o que deu certo e o que não deu certo no decorrer do grupo e se os objetivos desejados no início do grupo aconteceram, sem criar necessidades de comparações entre as pessoas. Por isso, é importante a participação de todos nessa etapa.

3 – Escolha o ambiente

É importante que os espaços de reunião aconteçam em locais acolhedores, com cadeiras confortáveis. Você também pode escolher realizar o atendimento nutricional em grupo online. Nesse caso, é importante ter boas plataformas de vídeo para os encontros. Em ambos os casos é interessante ter um grupo de nutrição no WhatsApp para ser uma extensão das reuniões presenciais e um dos meios de comunicação com o grupo.

4 – Defina seu público

Um grupo é sempre heterogêneo, com pessoas muito diferentes, mas é necessário que seja formado por pacientes com objetivos comuns. Por isso, defina critérios para a participação. Será um grupo para pessoas com obesidade? Para adultos ou para adolescentes?

5 – Conte com outros profissionais

Ainda que se trate de um aconselhamento nutricional, também estamos falando de saúde, que é algo muito amplo. Por isso, você pode fazer uma parceria com outros profissionais de saúde (médicos, psicólogos, educadores físicos, entre outros) ou convidá-los para alguns encontros, se sentir necessidade e se esse for um desejo dos participantes.

Quer saber como potencializar seu atendimento nutricional em grupo?

Se quer saber mais sobre atendimento nutricional em grupo, tenho uma ótima notícia para você. Após muitos pedidos de profissionais de saúde que entraram em contato comigo, criei o curso Método Sophie. O conteúdo dele é bastante útil para potencializar seu aconselhamento nutricional e o motivo vem a seguir.

Ao publicar “O Peso das Dietas”, notei uma necessidade de colegas da área de se atualizarem na ciência da Nutrição em relação ao peso, obesidade e transtornos alimentares, além da área comportamental – algo que ainda é pouco estudado nas faculdades.

O meu objetivo é apresentar uma Nutrição com Ciência e Consciência e fornecer ferramentas para um atendimento mais personalizado e humanizado, com foco na mudança do comportamento e na construção de uma relação mais saudável com a comida.

A propósito, tive a honra de formar centenas de profissionais de saúde em mais de 20 estados pelo Brasil, entre nutricionistas, médicos e psicólogos.

Veja o que eles acham da minha metodologia:

Se você se identifica com essa linha de trabalho, não deixe de conferir mais informações sobre o curso abaixo:

→ Saiba mais informações sobre o curso!←

E se ainda não for o momento de fazer o curso, fica à vontade também para assistir uma das minhas próximas palestras ou mesmo agendar uma consulta no meu escritório.

Referências

ALVARENGA, Marle et al. Nutrição Comportamental. 2.ed. Barueri – SP: Manole, 2019.

BOOG, Maria Cristina Faber. Educação em Nutrição: integrando experiências. Campinas, SP: Komedi, 2013.

Se gostou deste artigo sobre atendimento nutricional em grupo, provavelmente vai adorar ler estes posts que separei para você:

  1.   Como fidelizar paciente em nutrição: 8 estratégias éticas
  2.   O que é Coaching de emagrecimento? Como funciona? Como aplicar?
  3.   Saiba como procurar as melhores faculdades de nutrição: olhe 5 critérios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Saúde PRO
Workshop Método Sophie na Doença Crônica

Descubra a resposta a essa pergunta e atualize-se com as últimas informações sobre alimentação e doenças renais crônicas para adultos e crianças. Você receberá um certificado de participação de 8h!

Cursos e programas para você

Descubra uma nova abordagem da sua alimentação e mude sua vida com essa metodologia aplicada em 3 cursos especiais.

É colega de profissão?

Descubra uma nova abordagem da nutrição e mude seu atendimento a pacientes.

Artigos Relacionados

Menu