Melhorar a alimentação é o caminho buscado pela maior parte das pessoas que não estão contentes com o espelho. Mas você saberia responder ao certo quando procurar um nutricionista e como ele poderia te ajudar?

A motivação de muitos pacientes é perder alguns quilos, emagrecer para uma festa, ou entrar em forma um mês antes do verão, para poder colocar o biquíni e se sentir confortável. Ok, estes motivos são legítimos: todo mundo tem o direito de se sentir bem para vestir qualquer tipo de roupa e ir para qualquer lugar – da festa à praia.

Mas mais importante do que isso é a nossa saúde. Lembre-se que a beleza vem de dentro para fora! De nada adianta emagrecer às custas de dietas malucas e ficar infeliz, vivendo de privações e cheio de culpa ao comer.

Se você marca uma consulta com o único objetivo de perder peso rápido, pode se frustrar. Agora, se pretende melhorar a sua saúde como um todo, rever a qualidade da sua alimentação e restabelecer sua conexão com seu corpo, acredito que terá um belo caminho de descobertas pela frente! Tudo acontecerá de forma gradual e sem sofrimento.

Sendo assim, a resposta para a pergunta “quando procurar um nutricionista” deve ter como foco principal aquilo que é primordial para a nossa existência: a nossa saúde. E peso não é sinônimo de saúde, e sim, uma consequência dela!

E se está buscando um corpo mais saudável, faça isso por você, e não para entrar em um padrão imposto pela sociedade. Combinado?

Quando procurar um nutricionista: separando o joio do trigo

Em uma era em que qualquer informação está a um clique de distância, o papel do nutricionista é fundamental para filtrar todas essas notícias e separar o que é mito, e o que é verdade. O que é ciência e o que é sensacionalismo.

Em primeiro lugar, não acredite em tudo o que você vê na Internet. Isso pode causar mais confusão sobre o que “é certo” e o que “é errado” na alimentação. Se você se sente perdido sobre o que comer, talvez essa seja a melhor hora para procurar um nutricionista. Ele vai te ajudar a rever suas crenças, e, juntos, vocês podem chegar às possibilidades mais adequadas ao seu estilo de vida.

E tão importante quanto saber quando procurar um nutricionista é saber por que você quer consultar um. Repito: o foco principal deve ser a saúde. Manter um peso saudável será o resultado disso.

O segredo não é restrição/dieta, mas procurar comer melhor. Conheça o Efeito Sophie!

Corpo são, mente sã

Acredito muito no poder dos comportamentos, afinal, não nos alimentamos somente de nutrientes, mas também de sentimentos. Então, é importante estar aberto para mudar hábitos quando procurar um nutricionista. Tentar deixar de lado algumas “verdades absolutas” que ouvimos a vida toda à respeito de nutrição.

O mito das dietas restritivas talvez seja o maior deles; por anos e anos ouvimos que a única forma de emagrecer e manter o peso é fechando a boca. Aí eu pergunto: se isso estivesse dando certo, estaríamos vivendo esta crise mundial de obesidade? As pessoas estão cada vez mais perdidas, com excesso de peso, insatisfeitas com o próprio corpo.

Então, vamos deixar um pouco de lado todos estes mitos e pensar no poder do alimento e do comportamento – juntos, aliados! Tenho uma lista de coisas importantes que você pode discutir com seu nutricionista para começar a reconstruir sua relação com a comida:

  • Noções de fome e saciedade – Você sabe reconhecer os sinais da sua fome? E, uma vez que está comendo, sabe a hora de parar de comer? Ou seja: consegue identificar o momento em que já está satisfeito?
  • Fome ou…outra coisa? – Costuma comer por motivos emocionais (estresse, desânimo, cansaço, irritabilidade, mau humor, tristeza?)…isso te traz algum benefício?
  • Sente culpa o tempo inteiro quando está comendo? – Você costuma pensar muito sobre alimentação, sobre calorias, e geralmente se sente culpado quando come algo calórico ou rico em gordura, ou quando come em excesso?

Essas são boas questões para nortear seu caminho junto ao nutricionista. São alguns aspectos comportamentais que impactam a sua relação com a comida, logo, sua saúde e seu peso.

Veja também:

O poder do alimento

Gostaria de finalizar este artigo reforçando que o nutricionista é a pessoa mais qualificada para fornecer informações sobre saúde e alimentação. Busque um profissional sério, alguém que não faça terrorismo nutricional. De preferência, alguém que incentive o consumo de comida de verdade!

Se você vive pulando de dieta em dieta, sofrendo com o efeito sanfona, precisa rever sua relação com a comida. Uma reeducação alimentar de qualidade traz efeitos a médio e longo prazo: mais disposição, qualidade de vida, menor risco de se desenvolver doenças ligadas à obesidade. E o que, para mim, é o maior ganho de todos: chegar a um peso saudável e sustentável e não precisar fazer dieta nunca mais.

Bon appétit!

Que tal conhecer meu método Efeito Sophie, que ensina a transformar sua relação com a comida e a voltar a escutar os sinais do seu corpo? São seis semanas com vídeos e materiais que vão explicar sobre hábitos alimentares, e como recuperar o prazer de comer. Saiba mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *