Comportamento Alimentar

Estratégias para enganar a fome, será que são viáveis?

Hoje em dia, um dos assuntos mais comentados pelos pacientes e profissionais nutricionistas é: qual a melhor estratégia para enganar a fome? Mas será possível enganar um organismo tão complexo e específico como o do ser humano?

Emagreça de forma sustentável. Conheça o programa que te ensina a fazer as pazes com a comida!

Estratégias para enganar a fome existem aos montes por aí, desde as mais sérias até as mais absurdas, mas uma hora ou outra todas falham, pois se seu organismo está pedindo uma coisa, ele quer aquela coisa, e não um substituto ou uma enganação.
Primeiro de tudo precisamos prestar muita atenção se determinada vontade de comer é fome mesmo ou somente um desejo devido ao estresse, tédio ou qualquer outro motivo. E se estímulo for mais complexo, o ideal é procurar ajuda profissional, pois geralmente a comida é usada como válvula de escape para os problemas, e isso não é saudável. Feito isso, temos duas opções, comer aquele alimento desejado com moderação, saboreando sem culpa ou tentar enganar o nosso cérebro, provavelmente falhando na investida e desencadeando um grande exagero ou até compulsão alimentar.

O segredo não é restrição/dieta, mas procurar comer melhor. Conheça o Efeito Sophie!

Enganar a fome pode fazer você “meter o pé na jaca”!

Vou citar um exemplo: a pessoa está com desejo de comer brigadeiro, mas “brigadeiro engorda”, então ela bate no liquidificador abacate com cacau e mel. Apesar de gostosa e nutritiva, a combinação não possui o mesmo gosto do doce, então ela decide comer uma gelatina, e como este alimento é menos calórico, ela come várias. Novamente vai ocorrer uma grande frustração pois a pessoa quer comer brigadeiro e não gelatina, abacate, omelete ou qualquer outra coisa, e então ela começa a comer diversas coisas para tentar enganar essa vontade por brigadeiro.
Sabe como essa história vai acabar? Depois de tanto tentar enganar a fome e não conseguir, ela vai desistir de tudo, fazer o brigadeiro e comer a panela inteira, afinal já “meteu o pé na jaca mesmo”, a dieta que se exploda, e amanhã ela retoma. Não seria mais fácil ter comido um brigadeiro logo no começo?
Uma situação bem comum acontece hoje em dia, as pessoas não prestam atenção no que comem e por isso “não conseguem” ingerir determinados alimentos com moderação. “Eu não consigo comer um só” é muito frequente de se ouvir na prática clínica, as pessoas preferem não comer do que comer uma unidade ou duas, e isso só leva ao descontrole. No fim, ela não consegue comer só um ou dois, não aguenta ficar sem e muito menos consegue enganar a fome, e o que resta? Comer tudo sem se importar com o amanhã.
Quando prestamos atenção naquilo que estamos comendo, mastigando bem, sentindo seu cheiro, sua textura, seu sabor, pensando nas lembranças que aquele alimento nos remete, e tudo isso em paz e sem culpa, acabamos comendo com mais prazer e sabedoria, e com isso os motivos para querer enganar a fome desaparecem, só é preciso honrá-la.
Ficou com fome ou vontade de comer alguma coisa? Coma, aproveite o momento ao máximo, transforme aquele momento no melhor dos momentos, te garanto que não precisará de mais, somente do necessário.
Leia também:

Que tal conhecer meu método Efeito Sophie, que ensina a transformar sua relação com a comida e a voltar a escutar os sinais do seu corpo? São seis semanas com vídeos e materiais que vão explicar sobre hábitos alimentares, e como recuperar o prazer de comer. Saiba mais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Para você
Curso online - Efeito Sophie no Comer Emocional

Vontade de comer doces no final do dia?
Conheça os vários tipos de fome e saiba lidar melhor com a fome emocional, aquela que te faz querer comer muitos doces quando chega o final do dia.

Cursos e programas para você

Descubra uma nova abordagem da sua alimentação e mude sua vida com essa metodologia aplicada em 3 cursos especiais.

É colega de profissão?

Descubra uma nova abordagem da nutrição e mude seu atendimento a pacientes.

Artigos Relacionados

Menu