A adolescência é uma fase de mudanças importantes na vida, é um período de transição, onde deixamos de ser criança, passando para a fase adulta. Ela é caracterizada por várias mudanças físicas, mentais e pela sociais. E quais seriam as consequências da má alimentação na adolescência?

Neste período ocorre o estirão do crescimento, a pessoa ganha em torno de 20 cm de altura e até 50% do seu peso em um curto tempo. Por isso,  a necessidade energética e o aporte nutricional é maior. É preciso entender essas mudanças, e que elas podem alterar a fome, o comportamento alimentar, a vontade de comer e quantidade daquilo que se come.

Em meio a tantas mudanças, agora mais independentes, mais participativos no meio social e com horários apertados, as refeições são mais frequentes fora de casa. Nesta fase o adolescente é responsável por escolher e comprar as próprias refeições sem o auxílio dos pais e geralmente escuta mais os amigos.

Além disso, na vida moderna, a mídia tem grande influência,  apresentando uma variedade de alimentos industrializados de fácil preparo e consumo, em diversos meios de propaganda. Saborosos, esses que são os alimentos processados e ultraprocessados acabam sendo  consumidos em grandes quantidades.

Consequências da má alimentação na adolescência – excesso de doces e refrigerantes

É bem observado hoje que a prática alimentar dos adolescentes tende a aumentar o consumo exagerado de ultraprocessados, refrigerantes, doces, fast-food, além da pouca ingestão de frutas, verduras e legumes. Ou mesmo, deixam de fazer algumas refeições durante o dia, comprometendo sua necessidade nutricional.

Como consequência da má alimentação na adolescência, algumas doenças antes consideradas “de pessoas mais velhas” podem aparecer na vida destes jovens. É o caso, por exemplo, do risco de desenvolver o diabetes tipo 2, ou também por exemplo, o consumo inadequado de cálcio na puberdade que pode levar à osteoporose na fase adulta, ou a deficiência de ferro que pode causar anemia.

A desnutrição também pode acontecer por causa de uma dieta inadequada, com restrição calórica. Ela provoca perda de peso e/ou a falta de nutrientes importantes para o organismo. Por isso, é importante saber como evitar a desnutrição.

Além disso, a ausência de uma alimentação equilibrada e mais completa pode reforçar também a falta de micronutrientes, e atrapalhar, em casos extremos, o crescimento físico e a maturação sexual. .

Outras consequências da má alimentação da adolescência, pode ser um ganho de peso exagerado e até chegar à obesidade na adolescência, conforme explico em detalhes no vídeo a seguir

Durante esta fase da vida, as pessoas não se preocupam muito com a qualidade e a quantidade do que vai comer, o que pode acarretar os problemas citados

A má alimentação na adolescência e os padrões de beleza

O adolescente pode demonstrar insatisfação com as alterações do corpo e achar que não se enquadra no padrão de beleza, passando a ter preocupação extrema com a aparência. Muitos jovens passam a buscar como ganhar corpo rápido na adolescência e às vezes caem em dietas restritivas. Logo, é muito importante a atenção dos pais.

Ficar atento a atitudes estranhas, transtornos alimentares e qualquer alteração de comportamento dos filhos, além de uma exagerada cobrança estética. Todos estes sinais precisam ser observados e, se necessário, buscar ajuda com um profissional de saúde.

O nosso organismo precisa do consumo diário de alimentos, em quantidade e qualidade capazes de suprir todas as necessidades. Tudo isso é garante o bom funcionamento de nosso corpo, um “organismo perfeito”.

Contudo, devemos entender que o ato de comer deve ser prazeroso, sem cobranças ou fórmulas. Jamais abra mão de alimentos que você gosta. Coma de tudo, mas não tudo. O segredo está sempre na quantidade.

Agora que você já entendeu sobre as consequências da má alimentação na adolescência,

Tenho um convite para você.

Mesmo que sabendo dessas consequências, você ainda pode está tendo desafios para atingir seus resultados de saúde.

Em razão disso, eu aconselho que você conheça o meu curso online “Efeito Sophie”.

Nele, eu não vou falar sobre as últimas dietas da moda, alimentos milagrosos e fórmulas mágicas de emagrecimento – até porque não acredito em nada disso.

Ao invés, eu vou te ajudar a identificar o seu comportamento e relacionamento diante da comida.

A minha missão é fazer com que você possa encarar a alimentação como algo prazeroso, sem estresses e muito menos culpa.

Com algumas dicas práticas, você poderá alcançar o SEU peso saudável, de forma gradual e duradoura.

Vamos juntos nessa?

Se inscreva e comece hoje mesmo o curso online Efeito Sophie!

Bon appétit!

Para mais dicas de nutrição e alimentação saudável, acompanhe o blog da Sophie na Uol Nutrição sem Neura!

E se você gostou dessa leitura, provavelmente vai gostar também destas aqui que separei para você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *