Comportamento alimentar

Cardápio para diabético: o que pode e o que não pode?

Um cardápio para diabéticos deve focar na qualidade dos alimentos, e não em restrições, além de levar em conta características individuais, questões socioeconômicas e a rotina de cada pessoa. 

O diabetes é uma doença metabólica que eleva os níveis de açúcar no sangue, seja pela resistência à insulina (diabetes tipo 2) ou pela destruição das células beta do pâncreas que produzem esse hormônio (diabetes tipo 1).

De acordo com a Federação Internacional de Diabetes, aproximadamente 463 milhões de adultos e 1,1 milhão de crianças e adolescentes, em todo o mundo, convivem com o diabetes.

Para a qualidade de vida das pessoas que convivem com esse problema de saúde é necessário um tratamento adequado, com acompanhamento de uma equipe multidisciplinar (composta minimamente por médico, nutricionista e psicólogo) e cuidados diários que envolvem a prática de atividade física e uma alimentação saudável.

Em relação à alimentação, é comum existirem muitas dúvidas sobre o que as pessoas com diabetes podem e não podem comer. Por isso, aqui você vai conhecer os grupos de alimentos permitidos no cardápio para diabéticos.

Vem comigo!

O que pode ter um cardápio para diabéticos?

As recomendações alimentares de quem tem diabetes são semelhantes às das pessoas saudáveis. Não existe um plano alimentar ideal e padrão para todos.

Por isso, a alimentação para diabéticos deve levar em consideração características individuais, preferências alimentares, questões socioeconômicas e a rotina de cada um.

Mas uma coisa é certa: é preciso fugir das dietas restritivas. Elas não funcionam e podem ser um risco para quem convive com o diabetes.

Em vez de restrição, é importante focar na qualidade dos alimentos. Ou seja, comer mais comida fresca e caseira, reduzindo o consumo de alimentos ultraprocessados, que apresentam, em geral, conservantes, gorduras e carboidratos em excesso.

Veja só, quem tem diabetes pode comer alimentos de todos os grupos alimentares, como qualquer outra pessoa! Mas isso não é o mesmo de sair comendo o que bem entender sem nenhum critério. 

É necessário um bom manejo da doença, com atenção a alguns detalhes, e planejar a alimentação sob a orientação de um nutricionista especializado.

10 grupos de alimentos que podem compor o cardápio para diabéticos

Agora que você já sabe que a pessoa com diabetes pode comer de tudo, vou apresentar 10 grupos alimentares para fazer parte de um cardápio para diabéticos.

1- Feijões e outras leguminosas

Temos uma variedade imensa de feijões: fradinho, carioquinha, preto, branco, macassar, etc. Além dos feijões, também fazem parte desse grupo as leguminosas como grão-de-bico, lentilha e ervilha.

Variar esses alimentos pode trazer mais sabor e diversidade de nutrientes para a alimentação, por isso eles são muito bem-vindos no cardápio para diabéticos

2- Cereais

Um dos cereais mais consumidos no Brasil é o arroz. Junto do feijão ele fornece uma ótima combinação de proteínas, além de ser uma delícia da nossa cultura.

Mas lembre-se, todos os outros cereais podem fazer parte do cardápio para diabéticos: milho, trigo, aveia, centeio.

E quer saber mais? Não são apenas os cereais integrais que estão liberados. Também podem ser consumidos o arroz branco e a farinha de trigo convencional (usada no preparo do macarrão, pães e massas).

Em relação aos cereais integrais, eles apresentam menores quantidades de fibras, nutriente muito importante para as pessoas com diabetes, pois tornam mais lenta a absorção dos carboidratos.

Mesmo assim, não precisa restringi-los, mas prefira consumi-los em combinação com outros alimentos para ajudar no controle glicêmico. Por exemplo: arroz com feijão, pão com queijo, macarrão com vegetais.

3- Raízes e tubérculos

A mandioca (também conhecida como macaxeira e aipim), batatas, mandioquinha e inhame fazem parte desse grupo e podem compor a alimentação para diabéticos. Prepare-os cozidos, assados, em forma de purê, etc. 

Em algumas regiões do Brasil, a macaxeira e a batata-doce cozidas são consumidas em substituição ao pão, assim como a tapioca, preparada com a goma de mandioca.

Como os cereais, esses alimentos apresentam uma boa quantidade de carboidratos, e também é preferível que sejam consumidos em conjunto com outros alimentos. 

4- Legumes e verduras

Esses alimentos deixam o cardápio para diabéticos mais variado e colorido. Cenoura, beterraba, abobrinha, tomate, pimentão, jerimum ou abóbora, alface, couve, rúcula, etc… a lista é grande.

Eles podem ser consumidos em saladas cruas e cozidas, refogados, assados, sopas, purês, como acompanhamentos de pratos principais e o que a criatividade permitir.

Alguns têm gosto doce, como a beterraba e a cenoura, mas não precisa se preocupar, eles apresentam uma boa quantidade de fibras, vitaminas e minerais bastante importantes para a saúde das pessoas que convivem com o diabetes.

5- Frutas

Já parou para pensar na diversidade de frutas que temos aqui no Brasil? Abacate, mamão, banana, maçã, cajá, açaí, manga, acerola, goiaba, tangerina, uva, morango, ameixa, cupuaçu, laranja, pera…

Muito se fala que a pessoa com diabetes não pode comer determinadas frutas. Saiba que todas elas podem compor o cardápio para diabéticos. Não precisa ter medo de comer fruta. Elas têm fibras, vitaminas e minerais e ajudam na saúde da pessoa como um todo.

Mas preste atenção ao momento em que serão consumidas. Deixe as frutas com mais carboidratos para os lanches e aquelas com menos carboidratos para consumir como sobremesa em refeições mistas e maiores.

Não esqueça de higienizar as frutas, assim como os legumes e verduras, com hipoclorito de sódio. 

6- Castanhas e nozes

Castanhas de caju, do-Pará, amêndoas, nozes podem fazer parte do cardápio para diabéticos como ingrediente de preparações culinárias e são uma excelente opção para lanches práticos, já que não necessitam de preparo.

Esses alimentos apresentam vitaminas, minerais, fibras, antioxidantes e gorduras insaturadas que podem contribuir para a alimentação das pessoas que convivem com diabetes.

7- Leite e derivados

Leite, queijos, iogurtes e coalhadas também podem compor o cardápio para diabéticos. Esses alimentos são fontes de proteínas, carboidratos (principalmente a lactose), vitaminas e minerais, como o cálcio. 

Lembre-se de olhar os rótulos dos alimentos e escolher aqueles com menor número de ingredientes e sem conservantes, aromatizantes ou outros aditivos alimentares.

8- Carnes e ovos

Esses alimentos são ótimas fontes de proteínas. Carne bovina, suína e de cordeiro, de aves e pescados são consumidos em grandes refeições ao lado do feijão e arroz. O ovo também pode compor refeições como o almoço e jantar, além do café da manhã.

9- Óleos e gorduras

Óleos e gorduras devem ser utilizados no preparo dos alimentos. Não precisa restringir esse tipo de alimento, mas use-os com moderação ao cozinhar comida fresca e caseira.

10- Açúcar e adoçantes

“A pessoa com diabetes não pode consumir doces”. Esse é um dos mitos sobre o diabetes, conheça outros nessa entrevista que fiz com a nutricionista Ticiane Bovi:

Na verdade, é possível comer doce dentro de um plano alimentar como qualquer outra pessoa. E sem que precise ser diet.

Na verdade, não incentivo o consumo desses alimentos, nem de adoçantes. Eles enganam o cérebro e podem gerar mais vontade de comer doce.  

Em vez disso, sugiro um consumo consciente de açúcar. A contagem de carboidratos pode ajudar nisso. Trata-se de uma estratégia utilizada com a finalidade de estabelecer um equilíbrio entre o consumo de carboidratos e a glicemia, permitindo uma alimentação flexível.  

Por fim, busque orientação de um profissional especializado e tenha um cardápio para diabéticos variado e saudável!

Quer saber mais sobre cardápio para diabéticos?

Se você quer saber mais sobre cardápio para diabéticos, tenho uma sugestão para você. Dê uma olhada no meu curso online Efeito Sophie!

Nele, eu não vou falar sobre as últimas dietas da moda, alimentos milagrosos e fórmulas mágicas de emagrecimento – até porque não acredito em nada disso.

Ao invés, eu vou te ajudar a identificar o seu comportamento e relacionamento diante da comida.

A minha missão é te ajudar a fazer as pazes com a comida e corpo, e você possa encarar a alimentação como algo prazeroso, sem estresses e muito menos culpa.

Com algumas dicas práticas, sempre focando na sua saúde e no seu bem-estar, você poderá alcançar o SEU peso saudável, de forma gradual e duradoura. O peso é consequência da sua saúde.

→ Se inscreva e comece hoje mesmo o curso online Efeito Sophie! ← 

Vamos juntos nessa?

Se ainda não for o melhor momento de fazer o curso, fica à vontade também para ler o livro O Peso das Dietas, ou mesmo agendar uma consulta se precisa de um acompanhamento mais personalizado 

Bon appétit!

Referência

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Guia alimentar para a população brasileira. 2. ed., Brasília : Ministério da Saúde, 2014.

Se gostou deste artigo sobre cardápio para diabéticos, provavelmente vai adorar ler estes posts que separei para você:

16 Comentários. Deixe novo

  • No meu caso tenho 2 filhos . Um de 9 e outro de 15 diagnosticados esse mês com diabetes. Ainda vou ao nutricionista. Mas qria saber se essas dicas servem pra eles. Infelizmente eles não comem nada de verdura e legumes. Vai ser difícil. Mas vai da certo

    Responder
    • Olá Liliane!
      Agradecemos seu comentário e interesse pelo trabalho da Dra. Sophie.
      Sentimos muito por isso. Realmente será bem interessante buscar ajuda profissional para que você tem um acompanhamento mais individualizado. Nossa dica seria de tentar incluir frutas, verduras e legumes em preparações para os seus filhos, exemplos: colocar legumes no arroz, fazer uma torta com legumes, etc…
      Um abraço,
      Nathalia – Equipe Sophie

  • porque não tem remedio para acabar com ela

    Responder
    • Olá Wilson!
      Tem tratamento medicamentoso para a diabetes. Se você tem essa condição, sugerimos que busque acompanhamento médico para que possam juntos decidir qual o melhor tratamento para você, tudo bem?
      Um abraço
      Nathalia – Equipe Sophie

  • Amei as dicas de vocês, sempre tenho dúvidas de que alimentos posso compor os pratos,obrigado

    Responder
  • gloria pereira portugal
    22 de outubro de 2022 8:45 pm

    ola gostei muito de essa palestra para diabetes obrigada

    Responder
    • Olá Glória!
      Ficamos felizes em saber que você gostou do artigo.
      Um abraço,
      Nathalia – Equipe Sophie

  • adorei seus ensinamentos se puder me mande uma receita para curar minha diabete o que posso comer e o que não posso comer mandioca cisida carnes batata cenoura etc

    Responder
    • Olá Zaira!
      Agradecemos seu comentário aqui no Blog da Sophie. Não existe uma receita para curar a diabetes. O tratamento se dá com acompanhamento médico e buscar se alimentar de uma forma equilibrada com comida fresca e caseira. É interessante entender que não existe alimento “permitido” e “não permitido”, o importante é a moderação 😉
      Um abraço,
      Nathalia – Equipe Sophie

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Para você
Dra Sophie Deram

Consultas, cursos, palestras … Conheça melhor a Dra Sophie e o que pode fazer para você.

Artigos Relacionados